Descubra como o bebê cria laços

bebe laco familiar Descubra como o bebê cria laços

Harry F. Harlow foi um psicólogo norte-americano que fez algumas experiências sobre a formação do apego, utilizando filhotes de macacos Rhesus. Para tanto, ele separou macacos de suas mães logo após o nascimento, e colocou os macaquinhos em contato apenas com duas mães artificiais. Uma delas era de arame e, embora fria e dura, continha a mamadeira cheia de leite. A outra era quentinha e felpuda, mas não oferecia nenhum alimento. Ele observou então que os macaquinhos iam até a mãe de arame apenas para se alimentar, mas passavam o resto todo do tempo com a mãe felpuda. Com o passar do tempo, foram desenvolvendo uma forte ligação com a mãe de pano. Quando um estranho ameaçador (por exemplo, um urso mecânico de pelúcia) aparecia, os macaquinhos fugiam para se agarrar na mãe de pano, a fim de se confortarem e se sentirem seguros. Quando colocados em um ambiente estranho, da mesma forma, os macaquinhos buscavam imediatamente conforto e a segurança na mãe de pano, e só depois conseguiam explorar um pouco o local.

macaco apego Descubra como o bebê cria laços

Podemos achar que essas experiências foram um pouco malvadas…mas elas mostraram algo muito importante: que a necessidade de apego é uma necessidade primitiva, instintiva, do bebê, tão instintiva e primária como a necessidade de alimentação. E que o apego não é necessariamente pela figura que alimenta, mas pela que dá aconchego. Portanto, o bebê não se vincula fortemente à mãe porque é ela quem lhe dá o leite, e sim porque é ela quem lhe dá carinho e segurança. Um medo muito comum das mães que trabalham fora e precisam deixar seus filhos com babás é de que a criança venha a se ligar mais à babá do que a ela. Mas as mamães podem ficar tranquilas! Se a babá for aquela que fornece os cuidados básicos à criança (comida, higiene) e a mãe for uma mãe presente e carinhosa, que fornece amor e aconchego à criança sempre que está em casa, o bebê não terá dificuldade nenhuma em se apegar fortemente à mãe! Boa notícia, né?

 

Artigos Relacionados:

Juliana Garbayo

facebooktwitterlinkedin

Graduada em Medicina na Universidade Federal Fluminense (UFF). Cursou Residência Médica em Psiquiatria na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-IPUB)


Postado em por Juliana Garbayo em Dicas

2 Respostas para Descubra como o bebê cria laços

  1. Dieyne Cristine Ferreira Sozinho

    Trabalho 12hs . Quando. Chego em casa meu filho de 2 anos chora pela babá. Chamando de mama. Nao deixa ela ir embora, quando ela dorme em casa., chora pra dormi em casa. E quando eu saio pra ir aniversario infantil tem medo das pessoas, quer ficar no colo., nao quer brincar con os colegas. Que conduta tomar?

  2. Juliana Garbayo

    Olá, Dieyne! Este problema infelizmente não é incomum atualmente. É possível minimizar as horas contadas de convivência com os filhos, desde que, no tempo que você tem para ficar com ele, consiga se desligar totalmente das atividades e dedicar atenção completa a ele. Sente no chão para brincar, pegue no colo, dê bastante carinho e afeto. Mas, se você puder, avalie diminuir sua carga de trabalho, para que possa desfrutar mais da companhia do seu bebê. Será que se você reduzir a carga de trabalho e consequentemente, seus ganhos, não é possível cortar gastos, inclusive diminuindo a carga horária da babá? Muitas vezes, vale a pena ganhar um pouco menos mas, em compensação, ter mais tempo livre para a família. Pense nisso! Um beijo e boa sorte!

Adicione um comentário

Se você deseja ajuda, por favor entre em contato conosco, consultório de Psiquiatria RJ:

Dra. Juliana Garbayo Psiquiatra RJ - Telefone: (21) 99780-4339 Copacabana - Rio de Janeiro
Desenvolvido por WebProfissional