Dez dicas para ser mais feliz

Albert Ellis foi o pai da Terapia Racional Emotiva.* Ele criou uma “lista” das dez características que normalmente vemos nas pessoas mentalmente saudáveis e felizes. Confira:

1- Pessoas felizes…SE COLOCAM EM PRIMEIRO LUGAR

Você deve estar pelo menos um pouco à frente dos outros na sua lista de prioridades. Todos fazemos alguns “sacrifícios” pelos filhos, cônjuges ou outras pessoas que amamos, mas, para isso, não é necessário se anular.

shutterstock 71683456 Dez dicas para ser mais feliz

 

 

2- Pessoas felizes…. SE INTERESSAM PELO COLETIVO

O ser humano, por natureza, gosta de viver em grupos. Em uma sociedade, todos dependemos uns dos outros em certo grau (por exemplo, precisamos que existam médicos, enfermeiros, advogados, lixeiros, carteiros, motoristas, pilotos de avião, cozinheiros).  Preocupe-se com a proteção, segurança e bem estar da coletividade – e você estará contribuindo para o seu próprio bem estar.

3- Pessoas felizes….SE RESPONSABILIZAM PELA PRÓPRIA VIDA

Pessoas felizes são capazes de seguir os objetivos que colocam para si mesmas e entendem que os resultados dependem, na maior parte, do seu próprio esforço. Assumem a sua parte de responsabilidade pelas consequências e entendem que “colhemos o que plantamos”.

4- Pessoas felizes….SE COMPROMETEM COM ALGUMA CAUSA 

shutterstock 47435311 Dez dicas para ser mais feliz

É muito difícil ser feliz sem se dedicar a pelo menos algum grande interesse. Descubra o que o motiva e se comprometa com isso: pode ser um papel (o papel de mãe, na criação dos filhos, por exemplo), uma profissão, uma causa…em geral, quanto mais interesses uma pessoa tiver, mais chances de ser feliz ela terá, pois não ficará totalmente dependente de apenas uma fonte de alegria.

5- Pessoas felizes….ACEITAM QUE NÃO HÁ CERTEZAS 

 Não há como prever o que acontecerá. Esta percepção, porém, não deve nos impedir de fazer planos nem de tomar precauções contra riscos evitáveis. Encare as incertezas da vida como um infinito de possibilidades excitantes e interessantes – ao invés de gastar energia temendo eventos que fogem ao seu controle.

6- Pessoas felizes….  ACEITAM CORRER RISCOS

 Pessoas felizes compreendem que em tudo há um certo risco e, ao invés de se tornarem medrosas por causa disso, se sentem estimuladas com o novo, enxergam a vida como uma aventura e não paralisam frente a novos desafios.

7- Pessoas felizes….PENSAM MAIS RACIONALMENTE 

shutterstock 89488468 Dez dicas para ser mais feliz

Ser sensível é muito bom, mas, na hora de tomar decisões, é preferível refletir sobre as consequências das ações e pesar racionalmente os prós e os contras de cada opção.

 8- Pessoas felizes….SÃO FLEXÍVEIS

Regras e padrões muito inflexíveis engessam e atrapalham a felicidade. Um pouco de ordem é bom, mas não é preciso manter tudo sob controle.

9- Pessoas felizes….ACEITAM A REALIDADE

shutterstock 116278801 Dez dicas para ser mais feliz

Não viver agarrado a utopias e entender que não se terá tudo o que se deseja e nem se poderá evitar tudo que não se quer é um bom passo em direção a uma vida mais feliz.  

10- Pessoas felizes….SÃO TOLERANTES

Ser tolerante não significa ser conivente com erros, mas aceitar que ninguém é perfeito e que os outros (assim como a própria pessoa) tem o direito de errar. Não é necessário endossar comportamentos inadequados, mas também não é preciso maldizer a pessoa que os emitiu.

Interessante notar o quão parecidas são essas dicas com os conselhos do monge budista que é considerado a pessoa mais feliz da Terra. veja clicando aqui: O QUE O HOMEM MAIS FELIZ DO MUNDO TEM A ENSINAR

Albert Ellis foi um psicólogo norte-americano que, apesar do treinamento inicial em psicanálise, achava que se prendia demais ao passado ao invés de focar os problemas atuais dos pacientes. Afinal, quem está sofrendo deseja uma melhora rápida dos sintomas e, para isso, a terapia precisa valorizar mudanças de atitude e de comportamento no presente. Ele foi o pai da Terapia Racional Emotiva, uma das modalidades de Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)

Artigos Relacionados:

Juliana Garbayo

facebooktwitterlinkedin

Graduada em Medicina na Universidade Federal Fluminense (UFF). Cursou Residência Médica em Psiquiatria na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-IPUB)


Postado em por Juliana Garbayo em Dicas

Adicione um comentário

Se você deseja ajuda, por favor entre em contato conosco, consultório de Psiquiatria RJ:

Dra. Juliana Garbayo Psiquiatra RJ - Telefone: (21) 99780-4339 Copacabana - Rio de Janeiro
Desenvolvido por WebProfissional