Tire suas dúvidas sobre o uso do álcool

Por que algumas pessoas ficam violentas quando bebem? Como funciona o “pozinho” que algumas mulheres colocavam na comida do marido para ele não beber? Por que a pessoa vomita depois de “um porre”? Beber de estômago vazio é pior? Por que temos ressaca?

uso recreativo de drogas Tire suas dúvidas sobre o uso do álcool

Curiosidade: você sabia que o que chamamos álcool é, na verdade, etanol, uma substância cuja fórmula é C2H5OH ?

O que acontece quando tomamos uma bebida alcoólica?

Logo depois de beber algo contendo etanol (“álcool”), começam seus efeitos estimulanteseuforia, desinibição e desembaraço social.

Se a pessoa continua bebendo, vêm os efeitos depressores do sistema nervoso central, como sonolência, fala pastosa e falta de coordenação motora. Se o consumo for exagerado, esses sintomas vão progredindo até o coma alcoólico.

Por que algumas pessoas ficam tão agressivas quando bebem?

Isso acontece porque o ambiente e a personalidade podem influenciar no efeito que o álcool causa no comportamento: dependendo de como a pessoa é e da situação na qual ela se encontra, ela pode ficar agressiva e violenta, sonolenta e tímida ou até falante e alegre.

Não é raro que as pessoas usem o álcool para “ter coragem” de fazer alguma coisa.

Isso acontece por causa da desinibição que o álcool causa. Quem nunca ouviu um adolescente dizer que bebeu em uma festa para “ter coragem” de falar com a menina de quem ele gosta? Da mesma forma, muitos se aproveitam deste efeito do álcool para fazer algo que já planejaram, mas que hesitam quando estão “de cara limpa”. Infelizmente, é comum que pessoas que já estão com vontade de “arrumar confusão” decidam beber para obter essa desinibição e criar situações de conflito na qual acabam agredindo outras pessoas, às vezes com sérias consequências.

Por que a pessoa vê “tudo rodar” e vomita se beber demais?

Na verdade, os vômitos que acontecem quando a pessoa bebe demais são uma defesa do nosso organismo. Quando ingerimos álcool em excesso, nosso corpo e nosso cérebro estão, na realidade, sendo intoxicados. Quando essa intoxicação começa a atingir níveis perigosos, nosso organismo tenta se proteger colocando a substância para fora (através dos vômitos) e nos forçando a parar de beber. Portanto, se você bebeu até vomitar, saiba que essa foi a forma que o seu corpo encontrou de impedir que você causasse um sério dano ao seu cérebro!

Acontece que, como o álcool rebaixa o nível de consciência, pode acontecer de a pessoa que bebeu demais acabar dormindo ou realmente entrando em coma antes que esta defesa tenha tempo de acontecer. Uma causa relativamente comum de morte é a pessoa “se afogar” no próprio vômito após dormir embriagada – ela vomita, mas está tão sedada que não acorda e, como está deitada, especialmente se tiver adormecido de barriga para cima, acaba se sufocando com o próprio vômito.

Se a pessoa bebe e toma remédios para dormir, como calmantes ou outras drogas, o risco disso acontecer é ainda maior!

alcoolismo entenda o que fazer Tire suas dúvidas sobre o uso do álcool

Nunca misture bebidas alcoólicas com remédios controlados!

 É verdade que o álcool “sobe mais rápido” quando estamos de “barriga vazia”?

Sim. A presença de alimentos no estômago diminui a velocidade com a qual o álcool é absorvido. Com o estômago vazio, 20% do álcool ingerido é absorvido imediatamente pelo estômago e o restante no intestino (duodeno e jejuno).

Quem come antes ou enquanto bebe “protege” o organismo, porque, dessa forma, o álcool é absorvido mais lentamente.

E o que acontece com o álcool dentro do nosso corpo?

Ele atinge a concentração máxima no sangue cerca de uma hora depois de ser ingerido. É absorvido no estômago e nas porções iniciais do intestino. Uma enzima transforma o etanol em acetaldeído. E outra enzima, a aldeído-desidrogenase, faz esse acetaldeído virar ácido acético que, por fim, se transforma em dióxido de carbono e água. Existe um remédio que impede a aldeído-desidrogenase de fazer seu trabalho: assim, o acetaldeído se acumula, porque não consegue ser transformado em ácido acético. E o acetaldeído é tóxico para o organismo, causando mal-estar, rubor facial, enjoo e aumento da pressão.

Esse remédio já foi muito usado por mulheres que o colocavam na comida do marido, para evitar que ele bebesse, sem ele saber. Isso é muito perigoso e não deve ser feito em hipótese nenhuma!

alcool dependencia quimica Tire suas dúvidas sobre o uso do álcool

Nunca coloque remédios na bebida de um alcoólatra sem ele saber!

E como o álcool é excretado pelo corpo?

O álcool e as substâncias nas quais ele se transforma são expelidas do corpo pela urina, suor e pelo ar exalado (por isso podemos perceber, pelo hálito, quando uma pessoa bebeu; esta também é a forma pela qual o bafômetro funciona).

O que é a ressaca?

A ressaca é um conjunto de sintomas que acontecem algumas horas depois de a pessoa exagerar no álcool. Por exemplo, alguém bebe demais em uma determinada noite e, na manhã seguinte, acorda com dor de cabeça, enjoo e mal estar.

Isso acontece por uma soma de vários fatores:

- pelos próprios efeitos do álcool no cérebro: o álcool mexe com vários neurotransmissores (substâncias usadas pelos neurônios para se comunicar entre si) ao mesmo tempo. Assim, no dia seguinte a uma bebedeira, o cérebro está enfrentando uma desorganização completa em vários de seus sistemas.

- pela intoxicação com os resíduos das bebidas: as bebidas alcoólicas não contem apenas etanol: elas tem outras substâncias que podem ser tóxicas para o cérebro e para o organismo, causando dor de cabeça e mal estar. Esta é a principal razão pela qual um uísque de boa qualidade, por exemplo, causa menos ressaca do que um de pior qualidade: o etanol presente nos dois é o mesmo, mas eles podem diferir quanto à presença de outras substâncias tóxicas.

- pela desidratação:  o álcool inibe o hormônio antidiurético e a pessoa acaba fazendo mais “xixi”, só que não bebe a mesma quantidade de água enquanto isso. Como resultado, o corpo fica desidratado. Esse é o principal motivo pelo qual alternar as doses de álcool com copos de água diminui a ressaca no dia seguinte.

- Por fim, o álcool altera a “arquitetura” normal do sono: depois de uma bebedeira, o sono fica alterado e não fica repousante o suficiente: isso contribui para a sensação de mal estar no dia seguinte.

Então, agora, você já sabe: se optar por beber, escolha bebidas de qualidade, “forre” o estômago primeiro, alterne o álcool com muitos goles de água e não exagere na quantidade.

 O seu corpo e o seu cérebro agradecem!

Leia também: 

Orientações para dependentes de álcool e seus familiares

 

Alcoolismo: tolerância, abstinência, perda do controle…

Parar de beber: o que você precisa saber sobre a abstinência alcóolica

Perguntas e respostas sobre a dependência química 

Uso “social” de drogas

Maconha é uma droga leve?

 

Artigos Relacionados:

Juliana Garbayo

facebooktwitterlinkedin

Graduada em Medicina na Universidade Federal Fluminense (UFF). Cursou Residência Médica em Psiquiatria na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-IPUB)


Postado em por Juliana Garbayo em Alcoolismo

Adicione um comentário

Se você deseja ajuda, por favor entre em contato conosco, consultório de Psiquiatria RJ:

Dra. Juliana Garbayo Psiquiatra RJ - Telefone: (21) 99780-4339 Copacabana - Rio de Janeiro
Desenvolvido por WebProfissional Até Jan 2014.