Família X uso de álcool e drogas

uso recreativo de drogas psiquiatra rj Família X uso de álcool e drogas

Dificilmente uma pessoa consegue abusar de uma substância psicoativa sem causar prejuízos a toda a família.

Quando falamos em substância psicoativa (vamos chamar SPA daqui para frente), não estamos falando só de drogas ilícitas como maconha e cocaína, mas também de álcool e até de medicamentos como anfetaminas e calmantes, por exemplo, que agem no cérebro – se usados sem recomendação médica ou de forma diferente da prescrita.

Pessoas que abusam de substâncias psicoativas (SPA) faltam mais ao trabalho e, quando comparecem, tem pior rendimento. (Crianças e adolescentes apresentam pior rendimento na escola).

A relação entre mau rendimento no trabalho e uso de SPA é delicada, porque a situação inversa também acontece: ou seja, às vezes não é o uso de substâncias que atrapalha o trabalho, mas o oposto. Um trabalho muito estressante ou realizado  em condições inadequadas pode facilitar o abuso de álcool e drogas. Isso acontece quando o trabalhador recorre à substância para conseguir relaxar ou até aguentar a jornada de trabalho, em uma tentativa de alívio do desconforto. 

psiquiatria rj luto Família X uso de álcool e drogas

Problemas psiquiátricos são comuns entre usuários de álcool e outras drogas e interferem no tratamento. Impulsividade, particularmente, merece especial atenção, já que pode contribuir para recaídas e exposição a situações de risco. Mudanças de humor e dificuldade de controle da raiva também parecer ser um fator de risco para recaídas e, muitas vezes, também precisam ser tratadas.

Violência é uma das consequências mais preocupantes do consumo de SPA. Para entender melhor essa questão, leia também: Estupro e consumo de drogas.

Fonte: Avaliação multidimensional do usuário de drogas e a Escala de Gravidade de Dependência. Kessler, et al., 2010. Ver Psiquiatr RS. 2010; 32(2), 1-6

Artigos Relacionados:

Juliana Garbayo

facebooktwitterlinkedin

Graduada em Medicina na Universidade Federal Fluminense (UFF). Cursou Residência Médica em Psiquiatria na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-IPUB)


Postado em por Juliana Garbayo em Dependência Química

Adicione um comentário

Se você deseja ajuda, por favor entre em contato conosco, consultório de Psiquiatria RJ:

Dra. Juliana Garbayo Psiquiatra RJ - Telefone: (21) 99780-4339 Copacabana - Rio de Janeiro
Desenvolvido por WebProfissional